Iara Morselli/ESTADÃO
Iara Morselli/ESTADÃO

Ex-ministro Aldo Rebelo será candidato à Presidência pelo Solidariedade

Ele deixou o PSB nos últimos dias por discordar da entrada do ex-presidente do STF Joaquim Barbosa, possível candidato ao Planalto pelo partido

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

13 Abril 2018 | 01h10

O ex-ministro Aldo Rebelo será candidato à Presidência da República pelo Solidariedade. Ele anunciou a saída do PSB por discordar da entrada no partido do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, possível candidato ao Planalto da sigla. "Aceitei o convite para ser candidato a presidente pelo Solidariedade", disse Rebelo ao Broadcast Político na madrugada desta sexta-feira, 13.

+ Paulinho da Força: 'Pensamos em lançar Aldo Rebelo à Presidência'

 Militante histórico do PCdoB, Rebelo deixou a sigla no ano passado. Como aliado dos governos petistas, foi presidente da Câmara (2005 a 2007) e ministro de Relações Institucionais (2004 a 2005), dos Esportes (2011 a 2015) e da Ciência e Tecnologia (2015).

 Procurado, o Solidariedade não se pronunciou sobre o lançamento da candidatura própria. Antes de fechar com Rebelo, o partido negociava alianças com o PSDB de Geraldo Alckmin e o DEM de Rodrigo Maia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.