Ex-marido de Dilma volta ao PDT

Ex-deputado estadual e ex-marido da presidente Dilma Rousseff, o advogado Carlos Araújo decidiu retornar ao PDT 12 anos depois de ter saído do partido. O ato simbólico, na casa do próprio trabalhista, na quarta-feira (6), contou com a presença do ex-governador Alceu Collares, que abonou a ficha, do secretário estadual do Gabinete dos Prefeitos, Afonso Motta, e da deputada estadual Juliana Brizola, neta de Leonel Brizola e irmã do atual ministro do Trabalho Brizola Neto. Araújo lembrou que nunca se filiou a outro partido e que volta para trabalhar pela pacificação do PDT. A sigla está dividida entre os grupos do presidente nacional, o ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi, dos netos de Brizola e dos independentes.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

07 de março de 2013 | 19h14

Araújo, Dilma e Sereno Chaise, também militante histórico do partido e atualmente diretor da estatal CGTEE, deixaram o PDT em 2000 por discordarem da candidatura de Alceu Collares à prefeitura de Porto Alegre e preferirem apoiar Tarso Genro, do PT, de quem a sigla era aliada no governo estadual de Olívio Dutra. À época foram muito criticados por Brizola. Collares apoiou Dilma e Tarso nas eleições de 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilmaex-maridoPDT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.