Ex-juiz Nicolau deixa carceragem e volta à prisão domiciliar

O juiz aposentado Nicolau dos Santos Neto, 78 anos, deixou a carceragem da Polícia Federal, em São Paulo, na tarde desta terça-feira, e seguiu de ambulância para sua casa no Morumbi, onde voltará a cumprir pena em regime domiciliar, segundo informação da rádio CBN. O retorno de Nicolau à prisão domiciliar foi decidido na última segunda-feira por meio de uma liminar do Tribunal Regional Federal. Nicolau estava preso desde a última quarta-feira, condenado a 26 anos de prisão pelo desvio de R$ 170 milhões da construção do Fórum Trabalhista de São Paulo. Desde julho de 2003, por decisão do Superior Tribunal de Justiça, o juiz estava sob prisão domiciliar em sua casa no Morumbi, na qual permanecia sob escolta federal 24 horas. A defesa alegava que, devido ao seu estado de saúde, ele não teria condições de ficar em estabelecimento prisional comum. Enquanto cumpria prisão preventiva, Nicolau estava sob o regime domiciliar. Mas, em dezembro, o Tribunal Regional Federal da 3ª Região (SP e MS) determinou o início da execução da pena. E, com isso, o juiz deveria cumprir sua pena em regime fechado, de acordo com o procurador da República Roberto Antonio Dassié Diana, autor do requerimento que pediu a transferência de Nicolau. Mas, agora, a Justiça voltou atrás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.