Ex-governador prestará serviços à comunidade

Acusado de chamar o desembargador Orlando Monteiro Cavalcanti Manso de "ladrão", em entrevista ao Jornal do Commercio em 2001, o ex-governador do Estado, Ronaldo Lessa, terá de prestar serviços à comunidade - em datas e locais ainda não definidos - e deverá permanecer em sua casa, por cinco horas diárias, nos fins de semana. Lessa não foi encontrado para comentar a decisão do Tribunal de Justiça de Alagoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.