André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Ex-governador defende apuração de denúncias de corrupção a servidores de Roraima

Empresa sediada no Texas (EUA) confessou à Justiça americana ter pago propina a funcionários públicos do estado em troca de contratos 

Loide Gomes - , Especial para O Estado

12 de dezembro de 2014 | 14h44

Boa Vista - O ex-governador de Roraima, José de Anchieta Júnior (PSDB), disse que vai apurar a denúncia de que funcionários do seu governo teriam recebido propina da empresa americana Dallas Airmotive. Na última quarta-feira, 10, empresa confessou ter subornado funcionários públicos na America Latina, entre eles da Força Aérea Brasileira e do governo de Roraima, para conseguir fechar contratos no Brasil, Peru e Argentina.

"Estou à disposição de todos os órgãos envolvidos para qualquer tipo de esclarecimento. Caso se confirme envolvimento de servidores públicos do Governo de Roraima, que sejam punidos com os rigores da lei”, declarou Anchieta. A gestão do ex-governador teve contrato com a Dallas, que venceu uma concorrência internacional para fazer manutenção das turbinas do jato Lear Jet 55, de propriedade do governo estadual.

Em nota, o governador Chico Rodrigues (PSB), que era vice de Anchieta, informou que seu governo não tem contrato com a Dallas Airmotive e que “não pode responder por atos e contratos praticados em gestões passadas”. 

Tudo o que sabemos sobre:
corrupçãoDallas Airmotive

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.