Ex-governador associa técnica à política

Aécio Neves estava propenso a escolher o ex-ministro Elizeu Rezende como seu candidato a vice-governador na disputa pela reeleição, em 2006, quando recebeu do secretário Danilo de Castro a sugestão de outro nome: Antonio Anastasia, que acumulava os cargos de secretário de Planejamento e de Defesa Social.

O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2014 | 02h04

"Ele era um técnico com visão política, além de ótimo orador", conta o deputado tucano Rodrigo de Castro. "Era também extremamente leal."

Batido o martelo, ele despontou não só como companheiro de chapa, mas já como favorito para suceder a Aécio e manter firme a base de Minas quando o tucano deixasse o Estado. Em 2010, Aécio disputou o Senado e Anastasia foi reeleito em 1.º turno.

Com estilo conciliador e formação erudita, Anastasia foi o responsável pelo "choque de gestão", programa de ajuste nas finanças do Estado que passou a ser usado como vitrine de Aécio. / P.V.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.