Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Ex-gerente da Petrobrás termina depoimento à força-tarefa da Lava Jato

O depoimento foi prestado em sigilo, e o teor dele não foi revelado

Fábio Fabrini, enviado especial, O Estado de S. Paulo

19 de dezembro de 2014 | 18h18


CURITIBA - Terminou por volta das 18h o depoimento à força-tarefa que investiga os crimes da Operação Lava Jato da ex-gerente executiva da Petrobrás Venina Velosa da Fonseca. O depoimento começou pela manhã e durou algumas horas, se estendendo até a tarde desta sexta-feira, 19.

Segundo investigadores da operação, Venina trouxe toda a documentação das denúncias que já vieram à tona, mas o depoimento foi prestado em caráter sigiloso, e o teor dele não foi revelado.

Investigadores da força-tarefa e os advogados de Venina tentaram despistar a imprensa e chegaram a dizer que ela só falaria no ano que vem. Ela chegou a Curitiba quinta à noite, onde passou a noite. Nesta sexta é feriado na capital paranaense, e o depoimento foi marcado em um dia sem expediente público, no prédio do Ministério Público Federal.

Não estão previstos novos depoimentos da ex-gerente da Petrobrás à força-tarefa. Mas, na primeira quinzena de fevereiro, Venina dará seu depoimento para a Justiça Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.