Ex-embaixador vai assessorar Obama

Jeff Davidow atua em nova política de relacionamento com América Latina

Patrícia Campos Mello, WASHINGTON, O Estadao de S.Paulo

18 de março de 2009 | 00h00

O presidente americano Barack Obama indicou Jeff Davidow, que já foi embaixador na Venezuela e no México, para ser o assessor especial da Casa Branca para a Cúpula das Américas, que se realiza entre os dias 17 e 19 de abril, em Trinidad e Tobago.Davidow está trabalhando na estratégia dos Estados Unidos para a reunião de cúpula, que deve se focar em uma resposta regional à crise financeira, cooperação energética e combate ao aquecimento global. Além disso, Davidow ajuda a desenhar a nova abordagem da Casa Branca para a América Latina, que deve ser lançada durante o encontro.O evento será o primeiro em que Obama se encontrará com a maioria dos líderes da região. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, vai participar da reunião, e pode haver alguma tentativa de aproximação entre os dois países - provavelmente por meio de enviados, não de um encontro formal entre os dois presidentes.Davidow, que atuou como diplomata por 34 anos, tirou licença de seu cargo de diretor do Instituto das Américas,, na Universidade da Califórnia, em San Diego, para assumir o posto. Ele foi secretário-assistente para Assuntos do Hemisfério Ocidental e embaixador no México, na Venezuela e na Zâmbia, antes de se aposentar, em 2003."O presidente está ansioso para participar de discussões com os líderes na cúpula e promover uma parceria baseada em respeito mútuo que será benéfica aos povos das Américas", disse o comunicado da Casa Branca."Os Estados Unidos e o presidente Obama vão se aproximar de outros governos, esta cúpula é uma oportunidade real para encontrar com os líderes, trocar ideias e ouvir", disse Davidow na semana passada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.