Ex-diretor do Banco Central declara apoio a Marina Silva

O sócio fundador da gestora Mauá Sekular Investimentos e ex-diretor de Política Monetária do Banco Central, Luiz Fernando Figueiredo, gravou na tarde desta terça-feira, 30, um depoimento de apoio à candidata à Presidência pelo PSB, Marina Silva. Com adesivo de "eu apoio Marina 40" colado no peito, Figueiredo participa de um evento organizado pela campanha de Marina, na zona oeste de São Paulo.

ANA FERNANDES, Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2014 | 14h38

Figueiredo falou brevemente com o Broadcast Político, serviço de informações em tempo real da Agência Estado. Disse que vê boa parte do mercado financeiro apoiando o projeto da ex-ministra. Ele admitiu que o momento é complicado para Marina, dado o resultado das pesquisas eleitorais recentes. "A hora de demonstrar apoio é agora", afirmou.

Em entrevista recente ao jornal O Estado de S.Paulo, o ex-diretor defendeu a autonomia do Banco Central, tema que tem causado polêmica na campanha eleitoral e motivo de ataques à candidata pessebista. Segundo Figueiredo, autonomia do BC é um avanço institucional importante, que reduz custos da política monetária. Ele a comparou à Lei de Responsabilidade Fiscal, e sugeriu que uma eventual lei sobre o tema poderia ser batizada de Lei de Responsabilidade Monetária.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.