Ex-deputado e filho têm prisão decretada

O ex-deputado Roberto Filho (PP) e seu filho, Roberto Barros Júnior, tiveram prisão preventiva decretada, acusados de contratar pistoleiros para matar o oficial de Justiça Josenir Anute. Segundo denúncia do Ministério Público do Acre, acatada pela 2ª Vara Criminal de Rio Branco, Filho é segundo suplente a uma vaga de deputado que está prestes a ser ocupada por Anute (PR), o primeiro suplente da coligação da Frente Popular do Acre. Os dois também teriam encomendado a morte do juiz Clóvis Cabral e da promotora Alessandra Marques, que conduzem um processo contra o ex-deputado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.