Ex-deputada do PT desiste de concorrer em Curitiba pelo PSOL

Clair da Flora Martinsela justificou que a desistência se deve a 'motivos de ordem pessoal'; PSOL quer candidato

Evandro Fadel, de O Estado de S.Paulo

04 de junho de 2008 | 15h03

Depois do lançamento festivo da pré-candidatura à prefeitura de Curitiba, inclusive com a presença da presidente nacional do PSOL, Heloísa Helena, no dia 19 de maio, a ex-deputada federal Dra. Clair da Flora Martins desistiu de concorrer. Em uma nota, ela justificou que a desistência deve-se a "motivos de ordem pessoal". Ex-integrante do PT, pelo qual se elegeu à Câmara dos Deputados, ela disse que não se furtará a participar do debate sobre as políticas para a cidade. Apesar de apenas a candidatura da ex-deputada ter sido posta no partido, os dirigentes correm agora para escolher um novo nome. "O PSOL terá candidato", garantiu o presidente do diretório municipal, Marcos Henrique Guimarães. Até o dia 28, quando acontece a convenção, eles estudam os nomes do presidente regional da legenda, Luiz Felipe Bergmann, e do secretário geral do diretório municipal, Bruno Meirinho.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições municipais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.