Ex-BB acusado no mensalão deve ir à PF hoje

Condenado a 12 anos e sete meses de prisão pelos crimes de peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolatto ainda não se apresentou à polícia. Seu advogado, Marthius Savio Lobato, está indo de Brasília para o Rio e a expectativa é de que de Pizzolatto chegue à superintendência da Polícia Federal por volta do meio-dia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.