Ex-auxiliar de Yeda desiste de cargo em gestão petista

O ex-chefe da Casa Civil do governo Yeda Crusius (PSDB) Cezar Busatto (PPS) desistiu de ocupar a Secretaria Especial de Inovação e Estratégia de Canoas, na administração do prefeito petista Jairo Jorge. A renúncia, anunciada ontem, antes mesmo da posse formal, evita a crise que estava se instalando no PT. O partido pressionava seu prefeito a retirar o convite, feito na quinta-feira.Busatto, como deputado estadual do PMDB, foi ferrenho opositor do governo petista de Olívio Dutra (1999 a 2002). Como chefe da Casa Civil de Yeda, disse em conversa gravada e divulgada pelo vice-governador Paulo Feijó (DEM) que grandes partidos se financiavam com recursos de estatais gaúchas.Em breve entrevista, Busatto disse que sai para preservar a governabilidade e evitar que atitudes de hostilidade possam introduzir um fator desestabilizador na administração de Jairo Jorge. E afirmou que seu gesto retribui a generosidade e grandeza política demonstrada pelo prefeito, que, ao convidá-lo, não olhou para os ódios e rancores antigos da política gaúcha e preferiu inaugurar um tempo de entendimento.O prefeito, por sua vez, disse que recebeu com humildade as críticas do partido. Mas, ao mesmo tempo, fez questão de demonstrar que não concorda com elas. "Sou prefeito de Canoas e não da Executiva do PT", ressaltou. "Nosso governo nasceu sob o signo da amplitude, com uma política de alianças ampla." Jairo Jorge ainda não escolheu o substituto de Busatto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.