Ex-assessor de Dantas deixa presídio no interior de SP

O ex-presidente da Brasil Telecom Participações, Humberto José Rocha Braz, deixou hoje a penitenciária Dr. José Augusto Salgado, conhecida como P2, em Tremembé, no interior paulista. Acompanhado de um dos advogados, Carlo Frederico, ele saiu do local em um carro com os vidros fechados, numa operação rápida, atrás de um caminhão de lixo, driblando os jornalistas de plantão. Desde a noite de ontem, quando o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Eros Grau, concedeu o habeas-corpus para a soltura do ex-assessor do banqueiro Daniel Dantas, a imprensa fazia vigília na frente da prisão.Humberto Braz se entregou à Polícia Federal (PF) no dia 13 de julho. Ele é acusado de intermediar suposta tentativa de suborno no valor de US$ 1 milhão de um dos delegados federais que participaram da Operação Satiagraha. O objetivo era retirar o nome de Dantas, o da sua irmã, Verônica Dantas, e o de Carlos Rodemburg, sócio e vice-presidente do Banco Opportunity, do inquérito da operação.Durante os dias em que Humberto Braz permaneceu encarcerado, ele conviveu com presos famosos, como Alexandre Nardoni, pai da menina Isabella, e os irmãos Cristian e Daniel Cravinhos, assassinos confessos do casal Marísia e Manfred von Richthofen.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.