Ex-aliado de Yeda desiste de ser secretário em Canoas

Cezar Busatto não vai ocupar cargo em prefeitura petista para evitar crise que estava se instalando no partido

Elder Ogliari, de O EStado de S.Paulo

19 de janeiro de 2009 | 16h00

O ex-chefe da Casa Civil do governo Yeda Crusius (PSDB), Cezar Busatto (PPS), desistiu de ocupar a secretaria especial de Inovação e Estratégia da prefeitura de Canoas, administrada desde o início do ano pelo petista Jairo Jorge. A renúncia, anunciada nesta segunda-feira, antes mesmo da posse formal, evita a crise que estava se instalando no PT. O partido pressionava seu prefeito a retirar o convite, feito na quinta-feira passada. Argumentava, para isso, que Busatto, como deputado estadual do PMDB, foi um dos mais ferrenhos opositores do governo petista de Olívio Dutra (1999 a 2002), e como chefe da Casa Civil de Yeda disse que grandes partidos se financiavam com recursos de estatais gaúchas, em conversa que o vice-governador Paulo Feijó (Dem) gravou e tornou pública, detonando uma grave crise no Executivo estadual em junho do ano passado. Em breve entrevista, Busatto disse que sai para preservar a governabilidade da prefeitura de Canoas e para evitar que atitudes de hostilidade possam introduzir um fator desestabilizador na administração de Jairo Jorge. Com a voz embargada, destacou que seu gesto retribui a generosidade e grandeza política demonstrada pelo prefeito, que, ao convidá-lo, não olhou para os ódios e rancores antigos da política gaúcha e preferiu inaugurar um tempo de entendimento. O prefeito, por sua vez, disse que recebeu com humildade as críticas de seu partido. Mas, ao mesmo tempo, fez questão de demonstrar que não concorda com elas. "Sou prefeito de Canoas e não da executiva do PT", ressaltou. "Nosso governo nasceu sob o signo da amplitude, com uma política de alianças ampla", sugerindo que quem não concordar lembre que "a porta é a serventia da casa", ou seja, pode sair. Jairo Jorge ainda não escolheu o substituto de Busatto. Disse apenas que vai procurar um nome à altura. Além do PT e do PPS estão na aliança que governa Canoas o PP, o PSB, o PC do B e o PR.

Tudo o que sabemos sobre:
Yeda CrusiusBusatto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.