Evolução de Dilma nas pesquisas não 'atemoriza', diz Aécio

Governador afirma que, caso seja escolhido como candidato tucano, está pronto para enfrentá-la em 2010

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

30 de junho de 2009 | 14h09

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), disse nesta terça-feira, 30, que o eventual crescimento das intenções de voto na virtual candidata do PT para as eleições presidenciais, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, não lhe "atemoriza". Aécio afirmou que, caso seja escolhido como candidato tucano, está pronto para enfrentar a pré-candidata petista na eleição para a Presidência em 2010.

"Não me preocupa, não me aflige e não me atemoriza o eventual crescimento, até porque natural, da candidata do PT. No momento certo, o partido vai tomar a sua decisão. E, obviamente, se for na direção da minha candidatura, estarei pronto para enfrentá-la", disse o mineiro, que disputa a indicação como presidenciável do PSDB com o governador de São Paulo, José Serra. "Não temo a largada numa campanha eleitoral. O objetivo de uma campanha eleitoral é a chegada", ressaltou Aécio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.