Everardo e FHC são culpados por erro em correção do IR, diz Tebet

O presidente do Senado, Ramez Tebet, disse hoje que o presidente Fernando Henrique Cardoso e o próprio seceretário da Receita Federal, Everardo Maciel, são responsáveis pelo equívoco do projeto de lei que corrige a tabela do IR da Pessoa física. "Se o Congresso comeu barriga, o presidente também comeu. O sujo não pode falar do mal lavado", afirmou Tebet, ao lembrar que o projeto, antes de ser sancionado, passou pelos exames do próprio Everardo Maciel e de seus técnicos. Segundo Tebet, se o presidente da República e o secretário da Receita realmente estão interessados em que o espírito da lei prevaleça, poderão consertar o equívoco baixando uma medida provisória. "Se todo mundo reconhece que a finalidade da lei é correta, então é fácil corrigir", afirmou. "O que não pode deixar é que esse equívoco seja um meio para não conceder o benefício. Pode ser uma manobra (do Everardo Maciel) para transformar este erro na lei em prejuízo para a sociedade", completou. Sobre as críticas de Everardo Maciel, que disse que falta profissionalismo ao Congresso, Tebet comentou: "Acho o Everardo muito inteligente para essas bobagens". O presidente do Senado disse que pretende conversar com Fernando Henrique durante o vôo de regresso ao Brasil, previsto para deixar Montevidéu às 17h.Tebet lembrou que o Congresso lutou muito para corrigir a tabela do IR contra a vontade do secretário da Receita. Acrescentou ainda que o presidente Fernando Henrique afirmou a ele que deseja aprovar a eliminação da incidência em cascata do PIS mesmo que seja por meio de medida provisória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.