Everardo diz que não vai deixar o governo

O Secretário da Receita Federal, Everardo Maciel, afirmou hoje, em Ribeirão Preto, que não há qualquer possibilidade de deixar o governo por pressão política do PFL. "Nunca houve conotação política em minha indicação para o cargo. Sou um técnico que jamais assumiria um posto por indicação política. Sem querer desmerecer que use das indicações políticas ao assumir um cargo, devo deixar claro que jamais teria esta postura", afirmou o secretário, que esteve em Ribeirão Preto para assinar convênio de troca de informações sobre empresas contribuintes com a Prefeitura de Ribeirão Preto. O convênio prevê que a prefeitura forneça informações sobre sua lista de contribuintes para a Receita Federal e vice versa, de maneira que ambos os órgãos arrecadadores possam cruzar as informações. "O objetivo do convênio é principalmente aumentar o poder de fiscalização sobre o que é arrecadado", informou Maciel. Ribeirão Preto é a primeira cidade do estado a assinar o convênio, que deverá ser estendido para outros municípios, segundo Maciel. Amanhã, o secretário também assina convênio com o governo do estado de São Paulo, no mesmo sentido do cruzamento de dados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.