Evento pelo voluntariado reúne 4 mil em SP

Aproximadamente 4 mil pessoas participaram hoje do encontro ecumênico "Fé no Voluntariado", realizado no Ginásio da Portuguesa de Desportos, em São Paulo. O evento contou com a participação de artistas e representantes das religiões católica, evangélica, judaica, budista, espírita, afro-brasileira, messiânica e seicho-no-iê. A iniciativa foi do Comitê Brasileiro para o Ano Internacional do Voluntário, presidido no País por Milu Villela. O objetivo, segundo ela, foi celebrar o trabalho solidário conduzido pelas comunidades religiosas, que contribuem com cerca de 57% dos voluntários em atividade no Brasil.Milu afirmou que viajará ainda hoje para Genebra (Suíça) para apresentar os resultados do voluntariado no Brasil em 2001, Ano Internacional do Voluntário, segundo a ONU. "O Brasil se destacou como o País em que houve maior cobertura da mídia em apoio ao trabalho voluntário entre as 123 nações participantes do programa da ONU".De acordo com ela, o País tem cerca de 50 milhões de excluídos, pessoas que ganham menos do que os R$ 80 necessários por mês para comprar a cesta básica. "O trabalho voluntário está crescendo e é uma das formas de combater as desigualdades". O Comitê vai encomendar uma pesquisa a um instituto para saber qual o perfil do voluntário brasileiro. Segundo Milu, o resultado deverá ser divulgado em fevereiro. O escritor e teólogo Frei Betto afirmou que é preciso diferenciar o trabalho voluntário do "trabalho gratuito", que reduz os empregos e aumenta ainda mais as desigualdades sociais. "É preciso lutar por políticas públicas concretas, de caráter social".CrescimentoDe acordo com dados divulgados por Milu Villela, o interesse dos brasileiros pela participação em trabalhos solidários está crescendo. O número de candidatos que entram em contato com Centro de Voluntariado de São Paulo (CVSP) buscando orientação dobrou em relação ao ano passado. De janeiro a outubro deste ano foram 13.579 ligações, quase o dobro das ligações registradas nos 12 meses de 2000 (7.094). Nos últimos quatro anos, o número de voluntários inscritos no CVSP para atuar em projetos passou de 3.021 pessoas para a 4.590. Nesse período, o centro atendeu 29 mil pessoas.Entre os destaques do evento ?Fé no Voluntariado? esteve um coral com mais de mil vozes e o abraço entre o líder da Congregação Israelita de São Paulo, Henri Sobel, e o xeque Muhammad Ragip, representante islâmico da Ordem Sufi Jerrahe. Segundo Sobel, o encontro "é um exemplo vivo da tolerância entre as religiões."O público presente se emocionou com a apresentação de dança de um grupo de meninas cegas do Instituto Católico de Cegos Padre Chico. O espetáculo é resultado do trabalho voluntário da professora de dança Fernanda Bianchini.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.