Evangélicos protestam contra 'mensaleiros' na CCJ

Cerca de 20 manifestantes pedem a saída de Genoino e João Paulo Cunha; ataque foi usado por Feliciano para continuar na Comissão de Direitos Humanos

Eduardo Bresciani, de O Estado de S.Paulo

17 Abril 2013 | 12h13

Um grupo de evangélicos faz um protesto contra a presença dos deputados José Genoino (PT-SP) e João Paulo Cunha (PT-SP), condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no processo do mensalão, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. O ataque aos condenados já foi usado pelo pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para continuar à frente da Comissão de Direitos Humanos.

 

O protesto é silencioso. Cerca de 20 manifestantes seguram cartazes com as frases "Fora dep. Genuíno (sic)" e "Fora dep. João Paulo Cunha". O grupo é formado por pastores e fiéis da igreja Assembleia de Deus do Gama, cidade satélite de Brasília, e tem frequentado as reuniões da comissão de Direitos Humanos para dar apoio a Feliciano.

 

João Paulo Cunha ainda não compareceu à comissão, enquanto Genoino tenta ignorar a manifestação. "Não respondo a provocação", disse ele a jornalistas.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.