Eunício diz estar afastado de empresa sob investigação desde 1998

O Ministério das Comunicações, por meio de sua assessoria de imprensa, divulgou uma nota, em nome do ministro das Comunicações, Eunício Oliveira, informando que o ministro está afastado da direção da empresa Confederal Vigilância e Transporte de Valores Ltda. desde 30 de novembro de 1998, quando passou a dedicar-se à política.O afastamento, segundo a nota, está registrado na Junta Comercial do Distrito Federal, sob a forma da 13ª alteração do contrato social da empresa. Desde então, a gestão da empresa foi profissionalizada, segundo a nota. O documento diz ainda que o ministro "não sabia , nem deveria saber" da "Operação Sentinela", executada pela Polícia Federal, que investiga fraudes em licitações públicas. A nota diz também que o ministro está "confiante na transparência de todo esse processo, e certo de que eventuais irregularidade virão à luz, caso tenham ocorrido", e que ele "segue sua rotina normal de trabalho".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.