Eunício adia abertura do Congresso para o dia 5 de fevereiro

Reunião de abertura, que tradicionalmente acontece no dia 2, foi adiada porque data cairia em uma sexta-feira

Julia Lindner, O Estado de S. Paulo

26 Janeiro 2018 | 19h00

O presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), adiou a abertura dos trabalhos legislativos para o dia 5 de fevereiro, a partir das 17 horas. Tradicionalmente, a primeira sessão do ano ocorre no dia 2 de fevereiro, porém este ano a reunião foi adiada porque a data cairia numa sexta-feira.

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a mudança não atrapalha a discussão da reforma da Previdência que estava prevista para começar na mesma data. Ao Broadcast Político, ele afirmou que o início do debate sobre a matéria pode ser realizado no dia seguinte.

Na prática, os trabalhos da Câmara e do Senado só devem ter início após feriado de Carnaval, que ocorre no dia 13. Ciente disso, Maia marcou a votação da reforma para o dia 19. Questionado se o calendário ainda pode ser alterado, ele não respondeu. Ainda não se sabe se o presidente Michel Temer participará da cerimônia de abertura do Congresso. No ano passado, ele encaminhou a mensagem presidencial através do ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) e a leitura foi realizada pelo segundo-secretário da Mesa Diretora do Congresso, senador Gladson Cameli (PP-AC). Na época, Temer já pedia apoio às reformas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.