Euclides Scalco nega existência de caixa 2 em Itaipu

O ex-diretor geral da Itaipu negou hoje, durante entrevista à Rádio Eldorado, a existência de caixa dois na empresa. No último fim de semana, a Revista ?Isto É? trouxe reportagem citando um esquema de movimentações financeiras irregulares, que teria rendido cerca de dois bilhões de dólares.A denúncia foi feita pelo ex-funcionário da empresa, Laércio Pedroso. Segundo ele, não há fiscalização em Itaipu, o que teria permitido o desvio das verbas. Ele teria encaminhado as denúncias de fraude a diversos dirigentes da empresa.Euclides Scalco afirma que o documento utilizado na reportagem é falso, o que foi comprovado por perícia.OuçaO ex-diretor geral da Itaipu também rechaçou a existência de um documento chamado ?nota de débito?, que, segundo a denúncia, seria uma nota fiscal sem efeito contábil. Euclides Scalco ressaltou ainda que nunca existiu uma conta secreta em nome da empresa.OuçaO ex-diretor geral da Itaipu afirma que há um conselho e uma auditoria permanente para controlar o orçamento. Segundo ele, às declarações do ex-funcionário Laércio Pedroso não têm credibilidade.O atual presidente da empresa, Jorge Samek, em nota, também negou o caixa dois e acusa Laércio Pedroso de ter roubado papéis para convencer fornecedores de que tinha créditos a receber.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.