EUA tiveram comportamento favorável à carne brasileira

A reabertura do mercado americano à carne brasileira pode ser definida neste final de semana também porque, independentemente do Canadá, desde o inicio do embargo os Estados Unidos acreditaram que não há Encefalopatia Espongiforme Bovina (BSE) ou doença da "vaca louca" no rebanho brasileiro. Uma prova disso, é que adotaram uma conduta intermediária. Suspenderam as importações, mas não determinaram o ?recall? (retirada das mercadorias das prateleiras dos supermercados), nem apelaram aos consumidores para que devolvessem a carne e seus derivados. Além desse comportamento favorável ao Brasil, nas últimas semanas, o governo americano começou a ser pressionado pelos importadores americanos que querem retomar a compra do produto brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.