EUA preparados para reduzir subsídios agrícolas, diz Bush

Os EUA estão preparados para reduzir subsídios agrícolas, mas querem assegurar acesso de seus produtos a mercados, afirmou o presidente americano, George W. Bush, neste sábado, 10. Em uma coletiva de imprensa no Uruguai, Bush disse ter conversado com o presidente Tabaré Vázquez sobre como fazer avançar a Rodada Doha de negociações comerciais e afirmou estar otimista com a perspectiva de se atingir um acordo global.Um dia antes, no Brasil, Bush e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva também expressaram otimismo com o progresso nas negociações da Rodada Doha.Líderes mundiais fizeram um esforço renovado este ano para completar um acordo de livre comércio depois de as negociações terem sido interrompidas em 2006."Os EUA estão plenamente preparados para reduzir subsídios agrícolas, nós apenas queremos ter certeza de que há acesso de mercado para os nossos produtos", afirmou Bush.Grandes produtores agrícolas sul-americanos, como o Brasil, foram peças-chave para estagnar a Rodada Doha, ao insistirem, ao lado de outras economias emergentes, que os EUA reduzissem seus subsídios e que a União Européia cortasse tarifas de importação para produtos agrícolas.Liberdade comercialO presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, reforçou neste sábado sua reclamação por maior liberdade para fechar acordos de comércio bilaterais fora do Mercosul após reunir-se com Bush, em sua casa de descanso, cerca de 200 quilômetros a oeste de Montevidéu.Vázquez afirmou que não quer um processo fechado de integração na América Latina, "mas também quer que cada um de seus integrantes possa exercer o direito soberano de desenvolver relações bilaterais".O desejo de Vázquez de tentar negociar um tratado de livre comércio com os EUA irrita os sócios maiores do Mercosul - Argentina, Brasil e Venezuela -, já que essa opção não é permitida nas regras do bloco.Este texto foi alterado às 14h43 para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.