EUA podem reabrir já importação da carne brasileira

Diante do silêncio do governo canadense com relação à retirada do embargo imposto à carne brasileira desde o dia dois último, o governo brasileiro está buscando uma outra estratégia: negociar o fim da restrição junto ao governo dos Estados Unidos que, por ser parceiro do Canadá no NAFTA (Acordo de Livre Comércio das Américas), teve que aderir à decisão, juntamente com o México. Como resultado de conversações que vêm sendo mantidas ao longo desta semana pelo Ministério da Agricultura brasileiro com a ministra da Agricultura americana, Ann Veneman, a expectativa é de que já a partir deste final de semana o mercado americano seja reaberto à carne brasileira. Segundo técnicos do governo, na ausência de um relatório do Canadá, o governo americano se basearia no relato dos seus próprios veterinários que estiveram no Brasil, na semana passada, integrando a missão do Nafta que veio checar a segurança do sistema sanitário brasileiro, para romper o embargo. Com a retirada do embargo por parte dos Estados Unidos, a maior parte do problema estaria resolvida, considerando que as maiores exportações de carnes brasileiras ? cerca de US$ 100 milhões ? se destinam ao mercado americano. Além disso, os EUA estariam dando um atestado de sanidade ao produto brasileiro para o mundo, que anularia a decisão do Canadá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.