EUA erram ao manter embargo a Cuba, diz Marina

A candidata do PV à Presidência da República, Marina Silva, disse hoje, em sabatina promovida pelo jornal O Estado de S.Paulo, que o governo dos Estados Unidos erra em manter o embargo econômico a Cuba. "Na hora que cair o bloqueio, vai ajudar na estabelecer a democracia em Cuba. O presidente (Barack) Obama peca em não fazer isso (suspender o bloqueio)", afirmou.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

01 de setembro de 2010 | 11h41

Marina lembrou que o regime cubano antes da revolução era "perverso" e que o país avançou em questões sociais, mas que a democracia precisa se consolidar na ilha. "Não acho que ditadura seja boa pra ninguém", ponderou.

Questionada sobre a relação do Brasil com o Irã, a candidata disse que foi dada atenção demasiada aos iranianos. "Essa aproximação é inoportuna", criticou.

Se eleita, Marina disse que não pautará a política externa do Brasil em afinidades ideológicas. Sobre a Venezuela de Hugo Chávez, a candidata criticou a relação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o colega venezuelano e disse que o regime plebiscitário no país vizinho não favorece a democracia. "Eu não manteria (a relação) como é hoje, ave maria!"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.