'Eu já vivi isso', diz Lula sobre Palocci

Ex-presidente evita falar sobre permanência do ministro no cargo mas deu a entender que pressão é a mesma sofrida durante seu governo

Gustavo Porto, da Agência Estado

06 de junho de 2011 | 23h01

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva evitou comentar, na noite desta segunda-feira, 6, a situação do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci, pressionado para deixar o cargo após denúncia de multiplicação do patrimônio antes de assumir o cargo. No entanto, em uma rápida declaração, Lula deu a entender que se repete no governo da sua sucessora, Dilma Rousseff, a mesma pressão que derrubou Palocci do cargo de ministro da Fazenda quando ele era presidente.

"Essa é uma questão muito pessoal. Eu já vivi isso e sei como é que é", disse Lula, para justificar o motivo de não comentar a situação de Palocci. Lula reafirmou ainda que não "desencarnou" do cargo de presidente e que não poderia comentar atos do atual governo. "Quando eu desencarnar eu falo", concluiu.

Lula foi homenageado nesta segunda, em um hotel na capital paulista como a personalidade política a receber o prêmio Top Etanol, criado pela União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica). O ex-presidente chamou ao palco seu ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, para receber juntamente com ele um troféu e um diploma. Rodrigues foi ministro no primeiro mandato de Lula.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.