Etanol não resolve aquecimento global, diz <i>The Independent</i>

As vantagens do etanol foram tema da reportagem de capa e do editorial do jornal britânico The Independent nesta segunda-feira, 5. O diário alertou para os possíveis problemas ambientais causados pelo aumento na produção do combustível e afirmou que a substituição do petróleo pelo álcool não é a solução para combater o aquecimento global.De acordo com o jornal, a visita do presidente americano, George W. Bush, ao Brasil, nos próximos dias 8 e 9, e a perspectiva da criação de uma "Opep do etanol, nos moldes do cartel dos produtores de petróleo, vem atraindo investimentos frenéticos em biocombustíveis nas Américas".Segundo a reportagem, "para seus defensores, o etanol, que pode ser produzido a partir de milho, cevada, trigo, cana-de-açúcar ou beterraba, é uma panacéia verde - uma fonte de energia renovável e limpa, que nos veria trocar poços de petróleo decadentes por plantações sem limite para satisfazer nossas necessidades de energia".Meio ambienteSegundo a reportagem, economistas, cientistas e ambientalistas alertam cada vez mais para os riscos que o crescimento acelerado na produção de etanol pode provocar. De acordo com eles, isso está criando mais problemas, em vez de resolvê-los."A perspectiva de um aumento súbito na demanda por etanol está provocando preocupações sérias até mesmo no Brasil", apontou o jornal. "A indústria do etanol tem sido ligada à poluição do ar e da água em grande escala e tem provocado o desmatamento tanto na Amazônia como nas florestas tropicais atlânticas e no cerrado brasileiro."SubstituiçãoA reportagem mostra ainda que, no Brasil, a implantação dos biocombustíveis está mais avançada do que em qualquer outro lugar do mundo. De acordo com o texto, o etanol já substituiu cerca de 40% da gasolina utilizada no País.O diário britânico lembra ainda que "o etanol não é nada novo no Brasil" e "tem sido usado desde 1925". Segundo a reportagem, a utilização do combustível começou a crescer desde 1973, quando ocorreu a crise do petróleo.A substituição do petróleo pelo álcool foi alvo de críticas também do editorial do jornal. De acordo com The Independent, os americanos e europeus erram ao esperarem que essa troca ocorra sem sobressaltos e não altere seus estilos de vida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.