Estudo mostra que baixo nível educacional causa miséria

De acordo com o estudo divulgado na página do Palácio do Planalto na internet, entre as principais causas da pobreza no Brasil está o baixo nível educacional - barreira à entrada da população pobre no mercado de trabalho ou em postos com menor remuneração.Foram levantados ainda dois importantes aspectos: as famílias chefiadas por mulheres ou homens "pardos" ou negros têm maior probabilidade de serem pobres; as condições inadequadas de saneamento dos domicílios pouco favorecidos prejudicam a qualidade de vida e agravam o quadro.Dentro da estratégia política definida pela equipe do presidente Fernando Henrique Cardoso está a idéia de mostrar que os programas foram despolitizados e que a luta contra a exclusão social é uma das mais difíceis metas do governo."Na luta contra a exclusão social no Brasil, o muito que fizemos desde 1995 ainda é pouco. São cinco séculos de exclusão. É uma herança histórica de injustiça alimentada por escravidão, latifúndio, industrialização concentradora de renda e autoritarismo político socialmente excludente", diz o estudo.Segundo o assessor especial do presidente Eduardo Graef, o encontro será importante porque a secretária de Assistência Social, Wanda Engel, poderá mostrar uma "visão de conjunto" da Rede de Proteção Social para os cerca de 20 gerentes dos programas presentes no evento na Granja do Torto - uma das residências oficiais da Presidência da República.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.