Estudantes protestam contra expansão da Unesp

Pelo menos 300 estudantes da Universidade Estadual Paulista (Unesp) estão protestando desde às 8 horas da manhã nos portões de acesso à faculdade de Odontologia de Araçatuba, onde o Conselho Universitário está reunido para votar o plano de expansão da universidade. Dezenas de policiais militares com revólveres, cassetetes e cães impedem que os alunos invadam o prédio para tumultuar a reunião. Nenhum incidente grave foi registrado até o momento, mas a PM precisou jogar spray de pimenta sobre os manifestantes e empurrá-los com cassetetes para que eles permitissem a entrada de professores que participam da reunião. As ruas próximas do prédio da faculdade estão interditadas e o esquema de segurança conta também com homens da própria UNESP, e da Guarda Municipal de Araçatuba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.