Estudantes hostilizam Dirceu em BH

O ex-ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, foi hostilizado e chamado de "ladrão" hoje (10) pela manhã por estudantes na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), em Belo Horizonte. Dirceu foi convidado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE) para ministrar palestra sobre a mídia e a crise política. Durante sua fala, na qual fez duras críticas à imprensa e defendeu o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ele foi interrompido diversas vezes por vaias e gritos hostis. Alguns estudantes usavam narizes de palhaço e exibiam folhas de caderno chamando o ex-ministro de "corrupto". Os universitários superlotaram o auditório da PUC Minas. Uma minoria manifestou apoio e aplaudiu Dirceu durante sua palestra. Os estudantes cobravam insistentemente que o ex-ministro respondesse às acusações que pesam contra ele no escândalo do mensalão. Pelo menos em três oportunidades, o coro de "ladrão" tomou conta do auditório. Dirceu repetiu que é inocente e que não existem provas de sua participação. Ao final, quando concedia uma entrevista, foi atingido no rosto por um nariz de palhaço. Ele disse que a hostilidade sofrida era "natural", porque os estudantes, em sua maioria, eram "tucanos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.