Estudantes da UnB decidem manter reitoria ocupada

Apesar dos pedidos de demissão de reitor e vice-reitor, alunos querem ver atendidas outras reivindicações

Dida Sampaio

14 de abril de 2008 | 15h13

Reunidos nesta segunda-feira, 14, em assembléia, os estudantes da Universidade de Brasília (UnB) decidiram manter a ocupação da reitoria, apesar dos pedidos de demissão do reitor Timothy Mulholland e do vice-reitor Edgar Mamya. Os estudantes querem ver atendidas outras reivindicações.   Veja também: Entenda o caso do reitor da UnB Após licença, estudantes da UnB querem agora saída de vice  Estudantes da UnB rejeitam termo e mantêm ocupação MEC quer parecer da Finatec sobre recursos para UnB Justiça manda estudantes desocuparem Reitoria    A assembléia dos estudantes começou por volta do meio-dia.  Depois da renúncia do reitor, Timothy Mulholland, e do pedido de exoneração do vice, Edgard Mamyia, no final de semana, os universitários discutem agora sua participação na indicação do nome do reitor temporário, que deve ser definido nesta segunda em reunião do Conselho Superior Universitário (Consuni), às 15 horas. O reitor interino será responsável pela organização de novas eleições.   As denúncias contra o reitor Timothy Mullholland surgiram no início de fevereiro, em meio ao escândalo da farra com os cartões corporativos, que resultou na saída da ministra da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro. A universidade apareceu como líder no ranking de instituições federais em gastos com cartões, e Mulholland teria usado recursos públicos de uma fundação, no total de R$ 470 mil, para mobiliar o apartamento funcional ocupado pelo reitor.   Por conta das denúncias, a reitoria da universidade foi ocupada no dia 3 de abril pelos alunos, que reivindicavam o afastamento definitivo de Mulholland, anunciado neste domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
UnBocupação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.