Estudante morreu devido a perda de sangue após lipoaspiração

O laudo necrológicos sobre a morte de Helen de Moura Buratti, de 18 anos, confirmou que a estudante morreu devido a uma grande perda de sangue, o que ocasionou uma anemia aguda, paralisia nos rins e edema agudo nos pulmões. O laudo, feito pelo Serviço de Verificação de Óbito (SVO) do Centro de Medicina Legal (Cemel), de Ribeirão Preto, já faz parte do inquérito policial, instaurado para apurar a morte de Helen, que fez uma cirurgia de lipoescultura com o ginecologista Vanderson Bullamah, no dia 4, e morreu na noite do dia 5. Além do laudo, entregue na tarde de sexta-feira, a delegada do 1° DP, Maria Beatriz Moura Campos, já está ouvindo os depoimentos de funcionários da clínica de Bullamah. Helen é a terceira pessoa que morreu após cirurgias de lipoaspiração feitas por Bullamah, que está impedido de exercer a profissão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.