Estudante grava vídeo para criticar 'descaso' de Campos

Com o dedo em riste, falando para o governador Eduardo Campos (PSB), um estudante da escola estadual Professor Manoel Joaquim Leite, no município de Cedro, no sertão, a 490 quilômetros do Recife, diz, em um vídeo difundido no Youtube, ser "inadmissível para quem quer ser candidato a presidente" deixar o prédio naquele estado. Ele mostra a estrutura comprometida, com pedaços de uma parede caídos no chão e afirma querer que "todo mundo fique sabendo do descaso do governador com a educação de Pernambuco".

ANGELA LACERDA, Agência Estado

11 de outubro de 2013 | 14h43

O vídeo já foi visualizado por mais de 19,6 mil pessoas. O adolescente afirma que a situação é "inaceitável" e avisa que os alunos deixaram de ser acomodados. "Não vamos parar por aqui, vamos levar isso à frente através da imprensa e meios de comunicação para que todo mundo fique sabendo da realidade da educação de Pernambuco na cidade de Cedro".

"Melhoria aqui não teve", diz ele, ao lembrar ao governador que "o que constrói escola é bloco, cimento, concreto e telha, e não falsas promessas e palavras mentirosas". A escola foi inaugurada em 2007 e está interditada parcialmente desde julho de 2010.

No início do mês, Campos, teve se de explicar depois de ter usado a imagem de uma escola particular em um programa nacional do partido no qual falava sobre a educação em Pernambuco.

Em nota, a Secretaria de Educação do Estado explicou que a escola teve dois blocos interditados depois de ter apresentado um problema estrutural provocado pela dilatação do solo que movimentou a fundação do prédio e provocou rachaduras. Destaca que os alunos não assistem às aulas no bloco interditado, pois foram alugadas salas nas proximidades. Informa ainda ter sido publicado, nesta semana, no Diário Oficial, edital de licitação para o trabalho de recuperação que deve ser concluído em 90 dias, a partir da data de expedição da Ordem de Serviço do contrato. A obra custará R$ 383,7 mil.

Tudo o que sabemos sobre:
Eduardo Camposestudantevídeo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.