Estudante de 19 anos morre após lipoaspiração

A estudante de direito Fernanda Pacheco da Silva, de 19 anos, morreu nesta quinta-feira, em Florianópolis, durante cirurgia de lipoaspiração. O resultado do inquérito instaurado pela polícia para apurar a morte da estudante deve sair em 30 dias. Nesse período serão ouvidos os familiares e os médicos envolvidos no caso: o cirurgião Luiz Augusto Gonzaga e o anestesista Carlos Alberto da Silva Júnior. O corpo da jovem foi sepultado hoje em Garopaba, no sul de Santa Catarina onde ela morava.Segundo Gonzaga, a cirurgia mal havia sido iniciado quando a paciente começou a passar mal. Os dois médicos esperam oresultado do laudo do Instituto Médico-Legal (IML), que deve sair em dez dias, para então se manifestar.O diretor-administrativo Cláudio do Valle Pereira, daValle Pereira Cirurgia Plástica, clínica onde a cirurgia foirealizada, diz que informações extra-oficiais do IML apontam para uma embolia pulmonar: "Trata-se de uma terrível fatalidade, já que a paciente tinha feito todos os exames prévios necessários".O cirurgião Luiz Augusto Gonzaga é especialista credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) há seis anos e a clínica na qual foi realizada a cirurgia existe há 25 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.