Estresse diário expõe médicos a doenças

A ginecologista carioca Eloisa Fenton Garcia, de 52 anos, está há três meses em casa tentando se recuperar de um derrame cerebral que paralisou o lado esquerdo de seu corpo. Diretora de um hospital estadual na zona norte do Rio e médica de um posto de saúde na Baixada Fluminense, Eloisa tem certeza de que o derrame foi provocado pelo estresse e pelas crises de ansiedade que sofria diariamente por causa das longas jornadas de trabalho e da correria para se dividir entre os dois empregos e os três filhos. Leia mais no Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.