Estreia de ex-BBB na Assembleia do RJ está ameaçada

A estreia do vencedor do reality show Big Brother Brasil Jean Willys (PSOL-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro está ameaçada, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Na noite de ontem, o ministro Marco Aurélio Mello deferiu liminar em favor do PTdoB, determinando que o Tribunal Regional Eleitoral do Rio (TRE-RJ) refaça o cálculo dos votos destinados à bancada da legenda. O partido quer que sejam incluídos no cálculo do quociente eleitoral os 18.579 votos recebidos por 18 de seus candidatos que tiveram seus registros indeferidos.

EQUIPE AE, Agência Estado

08 Dezembro 2010 | 18h50

Com a mudança, Willys, que obteve 13.018 votos e se elegeu na carona dos 240.724 votos recebidos por Chico Alencar, perderia a vaga - de acordo com o TSE. Por meio de nota, o presidente do PSOL do Rio, Jefferson Moura, informou que tomaria as "medidas jurídicas cabíveis" para garantir a diplomação e posse de Willys. Caso o TSE confirme a decisão de Marco Aurélio, a vaga do PTdoB ficará para Cristiano José Rodrigues de Souza.

Mais conteúdo sobre:
eleições Jean Willys Assembleia do RJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.