Estou preparado para disputar indicação do PSDB, diz Alckmin

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse em entrevista coletiva, que está preparado para disputar dentro do partido a indicação para ser o candidato a Presidência da República "em qualquer âmbito que seja colocado", e seguindo as regras estabelecidas pela direção partidária, numa indicação de estar disposto a disputar prévia com o prefeito paulistano, José Serra.Ele reiterou que considera correta a manutenção da escolha do partido para março, ao mesmo tempo em que insistiu que não haverá racha na sigla em virtude da disputa entre ele e o Serra pela indicação. "Quem apostar na divisão do PSDB vai errar. O PSDB vai estar unido para trabalhar pelo Brasil e este é o fato importante, o que interessa", declarou o governador, após participar da cerimônia de lançamento de ações da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), na Bolsa de Valores de São Paulo.O governador não quis comentar as informações de que o partido estaria inclinado a confirmar Serra como o candidato. "Não comento hipóteses. Estamos trabalhando para sermos escolhidos", esquivou-se. Para demonstrar tranqüilidade com o processo decisório tucano, Alckmin chegou a brincar, citando o poeta Olavo Bilac. "Março é uma boa data. Olavo Bilac dizia: ´Foi em março, ao findar das chuvas, logo à entrada do outono, que o PSDB deverá decidir´". E com sorriso, deixou a Bovespa. Alckmin almoçou com os governadores tucanos de Minas, Aécio Neves, e de Goiás, Marconi Perillo no restaurante Walter Mancini, na região central de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.