Estadão
Estadão

'Estou apostando muito no que virá a ser a Rede', afirma Randolfe Rodrigues

Senador destacou sua admiração pela trajetória de Marina e afirmou que sua escolha pela Rede 'não é um outro caminho' e sim 'um novo jeito de caminhar'

Carla Araújo, O Estado de S. Paulo

28 de setembro de 2015 | 17h19

Brasília - Ao lado da ex-ministra Marina Silva, o senador Randolfe Rodrigues oficializou nesta segunda-feira, 28, seu ingresso na Rede Sustentabilidade, partido fundado pela ex-ministra e que obteve registro na semana passada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Randolfe anunciou no domingo sua saída do PSOL. 

Único senador eleito pelo partido, Randolfe destacou sua admiração pela trajetória de Marina e afirmou que sua escolha "não é um outro caminho" e sim "um novo jeito de caminhar". 

"Estou fazendo um encontro de velhos companheiros que há muito tempo escolheram uma jornada para caminhar", disse. "Estou apostando muito no que virá a ser a Rede."

Randolfe disse ainda que não tem mágoa com o PSOL e reafirmou que o partido é "irrepreensível do ponto de vista ético e de prática parlamentar irretocável". 

Desde o anúncio da criação a Rede Sustentabilidade, o partido já conta com pelo menos quatro adesões de políticos com mandato no Congresso Nacional. Além de Randolfe, os deputados Miro Teixeira (ex-Pros/RJ); Aliel Machado (ex-PCdoB/PR); e Alessandro Molon (ex PT-RJ) já anunciaram sua adesão. A ex-senadora Heloísa Helena, que hoje atua como vereadora em Maceió, também deixou o PSOL e foi para a Rede. Também já aderiam ao partido os deputados distritais Chico Leite, que deixou o PT, e Luzia de Paula, de saída do PEN. 

A expectativa é que o partido anuncie a adesão de mais um nome, provavelmente um deputado federal, ainda nesta segunda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.