Esteves nega ter relação próxima a Cunha

Assessoria de banqueiro divulgou nota nesta terça-feira, depois de delação de Delcídio afirmar que o presidente da Câmara era 'menino de recados' do BTG

Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

15 de março de 2016 | 18h47

Brasília - A assessoria de imprensa de André Esteves emitiu uma nota nesta terça-feira, 15, em que nega haver uma relação próxima entre o banqueiro e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Em delação premiada homologada no Supremo Tribunal Federal (STF), o senador Delcídio Amaral (PT-MS) chamou Cunha de “menino de recados” de Esteves em assuntos de interesse do Banco BTG, “especialmente no que tange a emendas às Medidas Provisórias que tramitam no Congresso”.

“Acerca da afirmação de que o deputado Eduardo Cunha era garoto de recados, a relação de André Esteves com o presidente da Câmara sempre se deu de forma institucional e regular”, informou a assessoria do banqueiro por meio de nota.

O BTG Pactual negou, também por meio de nota, que seja mantenedor do Instituto Lula ou que tenha pressionado por Medidas Provisórias, como acusou Delcídio na delação.

Mais cedo, Cunha minimizou a citação a seu nome da delação do senador petista. “Tem coisa muito mais grave nisso aí (delação) para vocês se preocuparem”, respondeu, ao chegar nesta tarde em seu gabinete. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.