Estevão divide cela com empresários

O Senador cassado, Luiz Estevão passou a noite numa cela de 30 metros quadrados no porão da Casa de Custódia da Polícia Federal de São Paulo, no bairro de Higienópolis. Ele divide o espaço com os empresários Fábio Monteiro de Barros Filho e José Eduardo Teixeira Ferraz, da Construtora Incal, também envolvidos no escândalo do Tribunal Regional do Trabalho. Os empresários e o ex-senador dormiram em colchonetes levados ontem por suas famílias. Como eles não têm diploma universitário, não tiveram direito a regalias como telefonemas e visitas fora do horário.O porta-voz da Polícia Federal Gilberto Tadeu Vieira César, informou que Estevão não encontrou o juíz aposentado Nicolau do Santos Neto, que também está preso no mesmo local. O assessor da Polícia Federal esteve com Nicolau ontem, e disse que o juíz acredita que possa ser beneficiado caso a Justiça conceda habeas corpus para Estevão, Fábio e José Eduardo Teixeira Ferraz.O advogado Pedro Rodovalho, que também teve a prisão preventiva decretada ontem, ainda não apareceu. O porta-voz da PF disse que, se ele se entregar ou for capturado, pode ficar na mesma cela de Estevão e dos empresários da Incal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.