Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

‘Estava no cinema. Nem sei a dimensão que teve’, diz Haddad sobre panelaço contra Dilma

Prefeito de São Paulo diz que protesto ‘faz parte’, desde que instituições democráticas sejam respeitadas 'dentro da regra do jogo'

Juliana Diógenes, Agência Estado

09 de março de 2015 | 17h19


São Paulo - O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, disse que na noite deste domingo, 8, quando ocorreu o panelaço contra o pronunciamento da presidente Dilma Rousseff em rede nacional de rádio e TV, estava no cinema assistindo ao filme polonês Ida e, por isso, não ouviu barulho algum. Questionado sobre a repercussão do caso nas redes sociais e na mídia, desconversou: “Li (hoje) muito superficialmente. Nem sei a dimensão que teve”.

Sobre o episódio, Haddad disse que é preciso “preservar a democracia” e que, sendo uma manifestação democrática, é legítima. “Temos que defender o direito à manifestação, à liberdade de expressão, mas garantindo as instituições democráticas. Dentro da regra do jogo, faz parte”, afirmou o prefeito.

Durante o pronunciamento de Dilma em cadeia nacional de rádio e televisão em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, foram registradas manifestações contra o governo em ao menos sete capitais. Em São Paulo, xingamentos, panelaços e buzinaços foram registrados em bairros como Higienópolis, Perdizes, Aclimação, Ipiranga, Lapa, Moema, Vila Marina, Mooca e Santana.

O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, afirmou nesta segunda-feira, 9, que o panelaço ocorreu em cidades e em bairros onde Dilma perdeu as eleições “por uma grande diferença”. Em defesa da presidente, Mercadante disse que manifestação é "um direito da população", mas ponderou que não há “terceiro turno” eleitoral e pediu para não haver "intolerância".

Tudo o que sabemos sobre:
panelaçofernando haddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.