Estão fazendo tempestade em copo d?água, diz João Paulo

O presidente da Câmara, João Paulo Cunha, disse hoje, em entrevista ao programa Bom Dia Brasil, da TV Globo, que estão fazendo "tempestade em copo d?água" sobre a discussão do acordo para a aprovação da proposta de reforma da Previdência, que envolve a questão da integralidade das aposentadorias para os atuais e futuros servidores. Segundo ele, todos os líderes aliados presentes à reunião na semana passada manifestaram "simpatia e desejo" de incorporar a proposta da aposentadoria integral aos atuais servidores. "Para os futuros eu não dou garantia. É preciso discutir mais na Câmara", disse.João Paulo explicou que a questão da aposentadoria integral ao futuro servidor estaria condicionada a uma série de exigências, como idade (65 homem e 60 mulher), tempo de contribuição (35 anos) e 25 anos na carreira. "É claro que uma parte da Câmara quer aprovar isso. Pode não ser a maioria. Não foi dito em momento algum que essa proposta seria aprovada", disse João Paulo.?Eu não sei quem disse que a aposentadoria integral para os futuros servidores estava aprovada. Na realidade o ministro Maurício Correa (presidente do Supremo Tribunal Federal) apresentou um relato de uma conversa que ele teve com o governo, dizendo que tinha avançado nesse debate. Mas não foi com o Congresso. Nós ouvimos e estamos formando uma posição", disse o presidente da Câmara. João Paulo disse que não existe interesse por parte dos parlamentares de confronto com o Executivo e governadores. "Nós queremos é convergir para o mesmo ponto. Congresso, Executivo e governadores. Agora, buscar o que é melhor", disse Cunha, ao lembrar que nenhuma proposta original do governo sai como foi enviada ao Congresso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.