Estâncias querem redução da meta de racionamento

A Associação dos Prefeitos das Cidades Estâncias do Estado de São Paulo está exigindo que a Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica (GCE) inclua na lista dos municípios que terão redução na meta do consumo de energia para 7% 15 cidades do Estado que ficaram fora da lista de municípios turísticos. O Estado tem hoje 61 cidades estâncias.Segundo o presidente da associação, o prefeito de São Sebastião, Paulo Julião (PSDB), o que ocorreu foi uma injustiça com as estâncias paulistas, já que elas não terão a redução na meta de 12% para 7%.No Vale do Paraíba, cidades turísticas como Cunha, na Serra do Mar, e Santo Antonio do Pinhal, na Serra da Mantiqueira, não terão a redução na meta.O presidente da Associação das Estâncias ainda reclama que a meta estipulada foi baseada nos meses de abril, maio e junho, quando as cidades turísticas não recebem tantos turistas. "A meta deveria ser baseada nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro", disse Julião.O prefeito defende a uma meta mais flexível, mas pede que cada hoteleiro ou comerciante das cidades turísticas peçam a revisão individual das metas estabelecidas para cada empresa. "Cada caso deve ser analisado. Não podemos permitir que as cidades tenham prejuízo", disse o prefeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.