Agência Estado
Agência Estado

'Estamos rezando', diz Lula sobre volta de tumor em Alencar

Vice se submeteu a operação em janeiro, a mais radical na sua longa luta contra o câncer, desde 1997

TÂNIA MONTEIRO, Agencia Estado

13 de maio de 2009 | 14h19

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou nesta quarta-feira, 13, em reunião com o Conselho Político, o reaparecimento do câncer em pontos da cavidade abdominal do vice-presidente José Alencar. Lula disse que conversou hoje, por telefone, com Alencar, que está em São Paulo. "Estamos rezando e pedindo a Deus por ele", afirmou Lula, segundo relato do ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro.

 

Ontem, a equipe médica do Hospital Sírio-Libanês informou que exames realizados pelo vice-presidente comprovaram a volta de tumores na região abdominal de Alencar. Ele se submeteu, em 25 de janeiro, a uma cirurgia de alto risco, com duração de 18 horas, para retirada de tumores do abdome.

 

O vice-presidente ficou 27 dias internado, nove deles na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em 31 de março, Alencar voltou a São Paulo para um procedimento de troca de um tubo plástico colocado dentro da alça de intestino, que substitui seu ureter desde a cirurgia. Alencar luta contra o câncer desde 1997.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.