Estados fazem pacto contra trabalho escravo

Os secretários de Justiça do Pará, Maranhão, Piauí, Mato Grosso, Tocantins e Bahia mantêm encontros para elaborar o Pacto Interestadual de Combate ao Trabalho Escravo, que deve ser finalizado até novembro. O Pará concentra o maior número de casos de trabalho escravo. Dados do Grupo Especial de Fiscalização Móvel do Ministério do Trabalho mostram que, dos 3.964 trabalhadores libertados em operações em todo o País, neste ano, mais de 45% (1.800) estavam no Pará.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.