Esquerda do PT deixa o governo de MS

A esquerda do PT de Mato Grosso do Sul, liderada pelo secretário estadual de Meio Ambiente, Turismo e Esportes, Egon Krakhecke, colocou hoje todos os cargos à disposição do Governo do Estado. O anúncio feito em entrevista coletiva por Egon, que foi derrotado pelo secretário estadual de Habitação e Infra-Estrutura, Vander Loubet, sobrinho do governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, nas eleições para a presidência do diretório estadual do partido. A esquerda conta com mais de 100 cargos na secretaria dirigida por Krakhecke e no Instituto Estadual de Terras e Colonização. A decisão foi tomada em reunião do grupo hoje de manhã. Professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e agrônomo, Krakhecke ainda não sabe o seu destino político-partidário, diante do pedido de demissão do cargo que ocupa. Zeca do PT ainda não se manifestou sobre a decisão.O secretário estadual de Habitação e Infra-Estrutura eleito para presidência regional do PT, Vander Loubet, tem 70,37% dos votos apurados até agora. Em 64 municípios (faltam sete), ele conquistou 6.411 votos contra 2.699, ou 29,63%, de Egon Krakhecke, secretário de Meio Ambiente. A apuração dos votos deve terminar até o final da noite.Haverá segundo turno em três cidades: Corumbá, Miranda e Ponta Porã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.