Especialistas examinam Fokker em Viracopos

O avião Fokker 100 da TAM que fez pouso forçado no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, na sexta-feira, permanecia no terminal aéreo hoje. O aparelho apresentou falha no trem de pouso e teve de aterrissar de barriga. Não houve feridos. Segundo a empresa, engenheiros da TAM e da Fokker e técnicos do Departamento de Aviação Civil(DAC) estavam hoje no aeroporto avaliando o jato. Não há previsão de remoção.A Assessoria de Imprensa da TAM não descartou a hipótese de que o avião tenha de ser desmontado.No Rio, o DAC negou hoje que o avião Brasília, da Rico Linhas Aéreas, que caiu sexta-feira no Acre, matando 23 pessoas, estivesse operando irregularmente. Segundo a Assessoria de Imprensa do órgão, o avião ficou impedido de voar "alguns dias" porque o seguro estava vencido. O Brasília voltou a ser considerado apto para operar depois que a Rico renovou a apólice.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.