Especialistas alertam para risco de volta da Sars

A pneumonia atípica, ou Sars (Síndrome Respiratória Aguda e Severa), doença que se espalhou pelo mundo a partir da China no início deste ano, poderá voltar com a queda das temperaturas no Hemisfério Norte, a partir do início do outono, alertam especialistas. Embora a Organização Mundial da Saúde (OMS) garanta que todas as redes de transmissão entre humanos foram interrompidas, o vírus ainda pode existir em populações de animais e voltar a atacar pessoas.?A onda foi contida, mas a Sars não foi erradicada?, diz relatório elaborado por Karen Monaghan, encarregada nacional em exercício de informações para economia e situações globais dos EUA. O trabalho foi divulgado pelo Conselho Nacional de Inteligência, subordinado à direção da CIA. A OMS teme que a doença seja sazonal. O organismo, ligado à ONU, pediu que autoridades sanitárias iniciem campanhas de vacinação contra a gripe em todo o mundo, para evitar dificuldades de diagnóstico em epidemias futuras de Sars.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.